Saiba por que o press release ainda é tão importante

Tempo de leitura: 4 minutos

Principal forma de divulgação das assessorias, o press release durante muito tempo causou polêmica nas redações. Como os jornalistas estavam acostumados a pensar na pauta e ir em busca das informações, receber um texto completo e bem escrito era, praticamente, estar com o trabalho pronto — sem ter feito muito esforço.

Porém, desde sempre, o press release nunca foi uma divulgação obrigatória. O jornalista que o recebe não precisa publicá-lo do jeito que está. Na verdade, a melhor atitude é aproveitar as informações para elaborar um novo texto ou pensar até em uma entrevista.

 

Vantagem para as assessorias

No dia a dia das assessorias de imprensa, o press release é a forma mais prática e informativa de divulgar um dado relevante para os jornalistas. Em uma ou duas laudas, o assessor pode expor um evento que acontecerá, o lançamento de um produto ou algo importante sobre o cliente.

 

A produção do press release não é a única função do assessor. Depois de enviar a matéria, o comunicador também deve fazer o follow up, isto é, ligar para o jornalista, para saber se recebeu a mensagem e se tem interesse na pauta.

 

No Brasil, o release surgiu na década de 1960, exatamente para divulgar dados de interesse do governo. Assim, a assessoria governamental produzia as notas oficiais e as divulgava para a imprensa.

 

Porém, aos poucos as agências perceberam que as matérias nos padrões jornalísticos tinham mais chances de serem publicadas. Afinal, nesse caso, o jornalista poderia divulgar o texto na íntegra, que o leitor não iria perceber a diferença de formatação.

 

Dessa forma, aos poucos, o que era para ser uma simples sugestão de pauta se transformou em uma matéria jornalística completa. Obviamente, isso causou um alvoroço nas redações, pois muitos não aderiram à ideia. No entanto, esse tipo de divulgação não é benéfico apenas para os clientes da assessoria.

 

 

Vantagem para os jornalistas

Para os jornalistas, o press release significa mais informação. Mesmo que a pauta não interesse no primeiro momento, receber um e-mail da assessoria é uma forma de manter o contato de uma fonte.

 

Hoje em dia, os jornalistas estão mais receptivos com relação a esses textos. Como as redações andam cada vez mais corridas, contar com uma opção de pauta pode facilitar a rotina.

 

Nos veículos on-line, as chances para o release são ainda maiores, por não haver limitação de espaço. Na internet, quanto mais informações o leitor tiver, melhor. Até porque ele só irá clicar no que realmente interessar.

 

Em função disso, os jornalistas de sites menores são os que mais têm a ganhar com os releases. Além de produzir o próprio conteúdo, esses profissionais podem publicar textos de terceiros, incluindo matérias de assessorias — ou, o que é melhor: fazer um novo texto a partir do press release recebido.

 

Futuro dos releases

 

O release não irá desaparecer. Aliás, ele nem corre esse risco. Por isso, os assessores de imprensa não podem desistir de produzir um bom texto, que seja informativo e imparcial, para conquistar o leitor. Mesmo que o objetivo seja persuadir o jornalista a publicar a matéria, a meta central continua sendo levar informação ao público.

 

Além disso, como a comunicação está cada vez mais multimídia, a tendência é que os releases incluam outros tipos de dados. Se o texto for focado na divulgação de um evento, por exemplo, o assessor pode inserir vídeos para ilustrar melhor.

 

Os links também são muito importantes, pois ajudam nas estratégias de marketing digital da empresa. Quando uma página é citada diversas vezes em outros sites, isso é bem visto pelos buscadores, que a fazem aparecer na frente.

 

Sabia que a MGA Press produz releases de acordo com um plano de comunicação estratégico? Nosso objetivo é alavancar os projetos dos nossos clientes e deixá-los mais próximos do público. Quer saber como fazemos isso? Entre em contato conosco e agende uma reunião!

 

Deixe Seu Comentário

Comentários