Assessoria de imprensa x jornalismo: entenda essa relação

Tempo de leitura: 3 minutos

Que a assessoria de imprensa é diferente do jornalismo: isso quase todos sabem. Porém, o que muitos ainda desconhecem é que, em geral, os assessores são formados em jornalismo ou em relações públicas. Dessa forma, se vê que as duas carreiras caminham juntas, até certo ponto.

Os dois especialistas estudam matérias iguais (ou semelhantes) por um motivo simples. Ambas atuam na divulgação das informações. O que as diferencia é o modo de trabalho e os objetivos. Entenda mais essa relação!

Como surgiu o jornalismo

O desejo de divulgar informações e notícias é tão antigo quanto a existência da humanidade. Percebe-se a necessidade de comunicação até mesmo nas pinturas rupestres.

O Acta Diurna foi o primeiro jornal que se tem ideia, sendo que ele surgiu por volta de 59 a.C., pelo desejo de Júlio César de divulgar as ações ocorridas no Império. Naquela época, as publicações eram feitas em grandes placas brancas.

Já o primeiro jornal moderno, como o conhecemos atualmente, começou a circular em 1447. Isso ocorreu depois de Gutenberg ter criado a prensa móvel. De lá para cá, o jornalismo tem ajudado a contar e registrar a história das sociedades em todo mundo.

Como surgiu a assessoria

Conforme o jornalismo foi ganhando notoriedade e prestígio social, ele passou a incomodar alguns setores. Por se dedicar a mostrar apenas a realidade dos fatos, os jornais ganharam como inimigos aqueles sobre quem divulgavam notícias negativas.

Diante desse cenário, o empresário Rockefeller contratou o jornalista Ivy Lee para exercer as atividades de relações públicas. A partir de então, o comunicador ajudou a fazer a ponte entre a empresa e a imprensa, informando o público de tudo que fosse importante sobre a companhia.

Objetivos de cada área

O objetivo dos jornalistas é informar o público a qualquer preço. Já os assessores visam repassar informações pertinentes sobre os seus clientes, mas sem deixar de lado a verdade.

Atualmente, o trabalho do assessor tem ganhado ainda mais destaque, pois a sociedade está mais ávida por saber o que acontece — e, muitas vezes, ela acha necessário a marca se posicionar. Um exemplo claro disso é quando acontecem crises de imagem, em que as pessoas esperam uma resposta ao ocorrido.

Como a função dos assessores é garantir a boa imagem dos assessores, as agências costumam disponibilizar também media training. Esse serviço consiste em um treinamento para que o porta-voz da empresa faça as entrevistas com mais segurança. Nos jornais não há nada parecido. Por isso, é indicado que os entrevistados já cheguem preparados.
Relação dinâmica

No dia a dia, a relação entre jornalistas e assessores é muito dinâmica. Os primeiros precisam de fontes para as matérias e, por isso, costumam entrar em contato com os assessores. Já estes precisam divulgar o trabalho e as ações dos clientes.

Quando os dois lados são profissionais, a relação costuma ser muito proveitosa. Ao mesmo tempo em que o assessor divulga um release — que pode ser aproveitado ou não — ele abre um canal para o futuro. Mesmo que a pauta não interesse em um primeiro momento, o jornalista poderá um dia precisar daquela fonte.

Portanto, por mais que tenham diferenças, jornalistas e assessores não são amigos. Muito pelo contrário! O jornalista ajuda a produzir e a publicar matérias de interesse de uma assessoria. E o assessor pode facilitar a produção de uma reportagem, fornecendo fontes, por exemplo.

Trabalho da MGA Press

A MGA Press entende a importância do jornalismo de qualidade. Por isso, prezamos pela informação de qualidade e por aproximarmos nossos assessorados do público deles.

Para isso, oferecemos vários serviços de assessoria e marketing digital. Entre em contato conosco e saiba mais sobre o que fazemos!

Deixe Seu Comentário

Comentários